Menu
31 de julho de 2021
10º min
16º min
18/12/2020 às 05h24

Caminhoneiro é roubado e jogado em matagal ao sair de SP para fazer frete em MS


iviagora - midiamax

Um caminhoneiro de 51anos saiu de São Paulo para fazer um suposto frete em Corumbá. Ao chegar em um posto de gasolina na cidade, bandidos o renderam e jogaram em um matagal. O caminhão, que seria levado até a Bolívia, foi recuperado nesta quinta-feira (17) após ele tentar negociar seu próprio veículo com bandido que estava no presídio.

Segundo a Polícia Militar de Corumbá, uma equipe fazia patrulhamento no Bairro Nabileque quando avistou um homem falando ao celular. Questionado, ele informou que era motorista de caminhão, havia sido roubado nesta quarta-feira (16) e negociava a entrega do caminhão ao telefone.

Entretanto, os policiais, ao ouvirem a conversa no viva-voz, desconfiaram que o indivíduo poderia estar falando do interior de uma penitenciária, uma vez que a vítima havia divulgado fotos do caminhão e telefone para contato em suas redes sociais, na tentativa de recuperar o bem.

O caminhoneiro informou que foi contratado para fazer um frente de Corumbá até Umuarama-PR. Ao chegar na Cidade Branca, parou em um posto de combustível no qual serviria de ponto de encontro com os supostos clientes que o auxiliariam na mudança.

Os bandidos informaram que o local ficava na área rural da cidade. No meio do caminho, anunciaram o assalto apontando arma para sua cabeça, empurraram a vítima para fora do caminhão, amarrando-a com cadarço de tênis, e ordenaram que ficasse pelo menos uma hora no local.

Após esse período, o caminhoneiro conseguiu escapar e pedir ajuda. Ao passar por uma estrada que dá acesso à Bolívia, os policiais encontraram o caminhão estacionado em frente a um sítio. Um homem de 43 anos, que estava no interior da casa, confessou ter fornecido a arma para o roubo e escondido o veículo.

Enquanto estavam na casa, o homem recebeu uma ligação de um dos autores, de 21 anos, questionando a demora na venda do caminhão. O comparsa, então, afirmou que o jovem trabalha em um mercado, mas que na verdade entrega drogas para outras pessoas venderem.

Ainda segundo os policiais, em um beco conhecido na cidade pela venda de drogas, eles encontraram uma mulher que também foi indicada como membro do grupo que realizou o roubo, e estava no momento do sequestro do caminhoneiro. Ambos foram encaminhados para a Delegacia de Corumbá.