Menu
11 de agosto de 2020
10º min
16º min
02/07/2020 às 13h52

COVID-19: Decreto é prorrogado e mantém todos os mesmos critérios


iviagora

http://www.diariooficialms.com.br/media/30177/2564–01-07-20-Suplemento.pdf

 

Município não realiza flexibilização no decreto devido ter uma das taxas de pior isolamento do estado

Dentre os 79 municípios de Mato Grosso do Sul, Ivinhema esta na posição 19° de pior taxa de isolamento.

O decreto divulgado pelo diário oficial do município não flexibiliza nenhuma das ações anteriores, devido Ivinhema se encontrar no ranking do estado em décimo nono lugar estando em alerta.

 

Enquanto a taxa de isolamento ideal seja a de 70 %, Ivinhema esta em 19° com um valor abaixo de 40%, mais precisamente 36,5%.

Segundo a secretária de saúde, Sônia Garção é impossível realizar uma flexibilização nesse momento, devido o baixo nível de isolamento e o aumento de casos em nosso município, “não estamos tentando prejudicar ninguém, apenas estamos tentando de todas as maneiras garantir a segurança da população Ivinhemense.

Segundo o site Campo Grande News , Mato Grosso do Sul tem 37 municípios com alto risco para o novo coronavírus. A classificação é do indicador Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança na Economia), lançado pelo governo do Estado.

Os óbitos foram registrados nos municípios de Batayporã (2), Brasilândia (2), Corumbá (6), Deodápolis (1), Dourados (22), Fatima do Sul (2), Glória de Dourados (1), Guia Lopes da Laguna (2), Iguatemi (1), Itaquiraí (1), Naviraí (1), Nova Andradina (1), Paranaíba (1), Ponta Porã (2), Rio Brilhante (2), Sidrolândia (1), Três Lagoas (6) e Vicentina (1).

Mesmo sem mortes, também estão em situação de risco elevado as seguintes cidades: Alcinópolis, Anastácio, Angélica, Aral Moreira, Caracol, Cassilândia, Coronel Sapucaia, Inocência, Ivinhema, Juti, Ladário, Laguna Carapã, Miranda, Mundo Novo, Pedro Gomes, Porto Murtinho, Rio Negro e Rio Verde.

Ivinhema se enquadra no quadro de municípios que possuem alto risco de contaminação para o COVID-19, a macrorregião da Grande Dourados esta também em estado alarmante onde Ivinhema, está incluído.

O estado criou o Programa “semáforo” para endurecer ou flexibilizar ações contra COVID-19 em MS, com cruzamento de indicadores, municípios serão monitorados semanalmente e subsidiados pelo governo para tomada de decisões.

Pela classificação apresentada, as macrorregiões de Dourados e de Corumbá já se enquadram como de risco alto, sinalizado pela cor vermelha. Com cruzamento dos indicadores de saúde com a realidade econômica, a recomendação do governo estadual é de que apenas atividades consideradas essenciais e de baixo risco sejam liberadas.

O patamar vermelho fica uma casa acima do risco extremo, de cor preta. Nestes casos, apenas os serviços essenciais devem funcionar, segundo metodologia do Executivo estadual, desenvolvida em parceria com a OPAS (Organização Panamericana de Saúde), braço continental da OMS (Organização Mundial de Saúde).

Após o patamar que Ivinhema se encontra nesse momento só existe a cor preta aponta para restrições similares a de um lockdown. 

Com Campo Grande News- Imagens Campo Grande News